A história do tênis de trilhões de dólares

0
18

Nem sempre a Nike foi a gigante que é atualmente. Em 1984 a empresa estava passando por sérias dificuldades financeiras. O maior investimento da empresa era em tênis voltados para corrida, um esporte que ainda era pouco difundido na sociedade. Inclusive, na década de 80 nada tinha de esportistas. As pessoas estavam lutando contra a opressão.

Foi a época em que houve intensas disputas políticas em várias partes do mundo. Nos Estados Unidos surgia o rock de protesto, com Nirvana, além do surgimento do skate e do grafite como formas de lutar contra o sistema. Foi nesse cenário que a Nike encontrou o caminho ideal para lucrar trilhões de dólares com um único tênis, o tenis jordan.

Michael Jordan estava longe de ser o maior jogador de basquete de todos os tempos. O jovem garoto negro e alto era uma das estrelas do time da faculdade, porém, ainda não fazia parte da NBA. Foi quando um dos diretores da Nike notou sua facilidade de jogar e saltar do chão e o convidou para ser garoto propaganda do novo lançamento da empresa.

Voltado para o público mais jovem, o Air Jordan foi desenhado com as cores do time de Michael, o Chicago Bulls. Vermelho, preto e branco compunham o tênis de cano alto que estava chegando no mercado. O fato de ter um garoto negro nas propagandas também era uma novidade para época. Foi um casamento que não poderia ter dado mais certo.

A proibição do Air Jordan

Em um país com sérios problemas sociais e onde a questão da raça é um dos elementos mais problemáticos, ver um jovem garoto negro estrelando peças publicitárias e voando nas quadras, pode ser um grande incomodo para quem comandava o principal esporte do país.

Logo depois do aparecimento do Air Jordan, a direção da NBA estabeleceu que apenas tênis brancos eram permitidos. No entanto, como estratégia de marketing muito bem pensada, a Nike e Jordan mantiveram o tênis e arcaram com a multa de $5 mil dólares por jogo.

O cenário da época era de luta contra o sistema e o fato do tênis ser proibido acabou o tornando um sucesso de vendas. Cada vez mais jovens queriam ter o mesmo tênis que o jovem garoto da Carolina do Norte. Em pouco tempo o tênis saltou de algumas centenas para milhares vendidos todos os dias.

Jordan até hoje

Um sucesso que começou em 1994 e que permanece até hoje. Estima-se que apenas entre 2018 e 2019 a Nike tenha lucrado mais de 3 bilhões de dólares com a venda do tênis em todo o mundo. Existe ainda um mercado de colecionadores do tênis jordan. De peça esportiva, o tênis se tornou um verdadeiro item valioso no armário das pessoas.

Inclusive, recentemente, foi lançado um documentário sobre o caso. Um Homem e Seu Tênis conta a história desse casamento entre Jordan e Nike, que gerou a criação do tênis mais famoso e mais valioso da história. Vale a pena conferir os motivos que fizeram esse tênis um sucesso de público e de vendas, cultuado mesmo 30 anos após seu lançamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui